Bem-vindo à página ARQUIVO 2006-2016 da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Visita ao Centro de Formação  da Escola da Guarda (GNR)
Visita ao Centro de Formação da Escola da Guarda (GNR)
Portalegre, 11 de fevereiro de 2016 ler mais: Visita ao Centro de Formação  da Escola da Guarda (GNR)

INTERVENÇÕES

Clique aqui para diminuir o tamanho do texto| Clique aqui para aumentar o tamanho do texto
Discurso do Presidente da República na Cerimónia de Condecoração de Vitivinicultores
Porto, 18 de fevereiro de 2015

A vinha e o vinho estão ligados de forma particularmente profunda à história da nossa terra, à sua cultura e tradições. É uma herança patrimonial que se enriquece a cada dia, um modo de ser e de estar do nosso povo, um traço da nossa identidade coletiva.

Hoje, a produção vitivinícola nacional é também sinónimo de inovação, de aperfeiçoamento técnico, de seleção e de requinte.

É um exemplo de conjugação equilibrada de recursos financeiros e físicos, humanos e tecnológicos. É um testemunho de empreendedorismo e criatividade, contribuindo para uma imagem de prestígio além-fronteiras.

Os vitivinicultores portugueses produzem uma admirável panóplia de cores, aromas e sabores, numa diversidade que se alia à melhor qualidade.

Não são apenas os solos e o clima do nosso País. O conhecimento e a inovação são indispensáveis para a criação de um vinho diferente, que incorpore e transmita todo o talento do seu produtor, que coloca em cada novo vinho a sua alma, tornando-o único.

Internacionalmente, os vinhos portugueses têm-se afirmado como propostas diferenciadoras, apoiadas na diversidade e na singularidade das suas castas, a que se associa uma qualidade muito consistente e uma excelente relação qualidade-preço.

Temos atualmente 47 regiões vitivinícolas em Portugal, e estão reconhecidas e protegidas 33 Denominações de Origem e 8 Indicações Geográficas.

Os vinhos do nosso país são cada vez mais objeto de atenção e de prémios internacionais.

A prestigiada revista Wine Spectator inclui este ano 6 vinhos portugueses entre os 100 melhores do mundo (dois Portos, três do Douro e um do Alentejo), o que, só por si, coloca Portugal entre os mais destacados produtores mundiais.

Minhas Senhoras e meus Senhores,
O vinho nunca foi apenas um produto agrícola. Muito mais que um bem da terra, o vinho tem sido, desde tempos imemoriais, um valor cultural revestido de uma simbologia ímpar.

Narrado em textos, cantado em poemas, idolatrado na mitologia, reproduzido em telas, esculturas, tapeçarias e vitrais, o vinho serve para brindar ao amor, à família, a contratos de sucesso, a tratados de paz ou a outros momentos de felicidade.

Além desta presença na sociedade como elemento cultural e intemporal, o vinho evidencia-se cada vez mais pela sua importância económica, com o seu peso nas nossas exportações a ser consistentemente reforçado.

Na estratégia de internacionalização dos nossos vinhos são fundamentais a consolidação de novos mercados e o reforço da imagem de elevada qualidade.

A atração da vitivinicultura, enquanto área de negócio, tem vindo a reforçar-se de modo natural. Tive oportunidade de constatar isso mesmo num encontro com jovens enólogos, nos meus encontros sobre os jovens e o futuro da economia, assim como nas visitas que faço pelo país.

A paixão com que se dedicam à criação dos seus vinhos, aliada ao reforço das suas competências e conhecimentos, é garantia de sucesso futuro.

Nesta cerimónia, no Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, homenageamos o sector vitivinícola português, nas pessoas de um grupo de vitivinicultores, não apenas desta região, mas de toda a região Norte, que, entre outros, se distinguiram pelo seu contributo para fazer do nosso país um Portugal maior.

E é com grande satisfação que lhes irei impor as insígnias da Ordem do Mérito Empresarial na Classe do Mérito Agrícola, em reconhecimento público do contributo que dão à economia nacional e à imagem no nosso País.

© Presidência da República Portuguesa - ARQUIVO - Aníbal Cavaco Silva - 2006-2016

Acedeu ao arquivo da Página Oficial da Presidência da República entre 9 de março de 2006 e 9 de março de 2016.

Os conteúdos aqui disponíveis foram colocados na página durante aquele período de 10 anos, correspondente aos dois mandatos do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.