Bem-vindo à página ARQUIVO 2006-2016 da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Cerimónia de agraciamento do Eng. António Guterres
Cerimónia de agraciamento do Eng. António Guterres
Palácio de Belém, 2 de fevereiro de 2016 ler mais: Cerimónia de agraciamento do Eng. António Guterres

INTERVENÇÕES

Clique aqui para diminuir o tamanho do texto| Clique aqui para aumentar o tamanho do texto
Discurso do Presidente da República na Abertura do Seminário Económico
Seul, República da Coreia, 21 de julho de 2014

É com enorme satisfação que me associo à abertura deste seminário empresarial realizado na vibrante cidade de Seul.A República a Coreia e Portugal são dois países geograficamente distantes mas que têm em comum heranças de muitos séculos de história, cultura e tradição.

Saúdo e agradeço a presença de todos os participantes, com uma especial palavra de reconhecimento aos que organizaram este encontro. Encontro que vejo como uma excelente oportunidade para dar a conhecer melhor a realidade económica de Portugal e da Coreia e para estimular o diálogo empresarial e a divulgação de oportunidades de parcerias e investimento entre nossos países.

Portugal e a Coreia são hoje economias avançadas, cujo desenvolvimento assenta na capacitação de recursos humanos qualificados, em elevados padrões de qualidade da gestão empresarial e na capacidade de transformação de novas ideias, conhecimento e tecnologia em produtos e serviços.

Portugal é membro de pleno direito da União Europeia desde 1986 e país fundador da área do euro. O acordo de comércio livre entre a União Europeia e a Coreia abriu novas perspetivas e oportunidades para o reforço da cooperação e das trocas comerciais entre os dois espaços económicos.

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Para além do espaço da União Europeia e da proximidade e bom relacionamento com os países do norte de África, Portugal tem relações especialmente próximas com a África subsaariana, mantendo fortes laços políticos, económicos e culturais com países como Angola e Moçambique.

Na América Latina, são notórias as nossas ligações de amizade ao Brasil e as cordiais relações com os países do designado eixo atlântico. Portugal é, ainda, Membro da Comunidade Ibero-Americana e observador da Aliança do Pacífico.

É de salientar que o português é o idioma mais falado no hemisfério sul e a língua oficial de países de forte potencial de crescimento.

Portugal é hoje uma importante porta no Atlântico para a Europa. O primeiro porto europeu de águas profundas no eixo das rotas do oriente é o porto português de Sines. O país oferece serviços de logística de alta qualidade, fruto das modernas infraestruturas rodoviária, portuária e aeroportuária.

O nosso perfil geográfico confere-nos um posicionamento único e central. Mas Portugal apresenta, igualmente, outras vantagens que lhe podem conferir especial atratividade para as empresas coreanas que pretendam investir na Europa. Desde logo, a disponibilidade de uma base alargada de capital humano com elevada qualificação e preparação em domínios como as engenharias e a gestão.

Emergiu uma nova geração de empresas portuguesas com grande capacidade empreendedora, tecnológica e inovadora. Muitas estão a desenvolver produtos e serviços para novos segmentos de procura no mercado mundial.

O país oferece ainda custos operativos muito competitivos no contexto europeu e enorme simplicidade nos procedimentos comerciais. É o país da Europa onde é mais simples e rápido constituir uma sociedade.

As empresas portuguesas aqui presentes operam já nos mercados internacionais e podem expandir e aprofundar a sua atividade, quer na Coreia, quer em países terceiros, em parceria com congéneres coreanas.

Algumas empresas coreanas têm realizado em Portugal investimentos industriais, com destaque para os domínios da fabricação avançada de moldes e das energias renováveis. No entanto, a economia portuguesa e as suas vantagens competitivas continuam a ser largamente desconhecidas da maioria das empresas coreanas, situação que importa alterar.

Devo ainda acrescentar que Portugal constitui um destino turístico de reconhecida qualidade. O sol e a luz sempre presentes, o clima agradável, a hospitalidade e a segurança, a par de uma extensa costa marítima de rara beleza, são pontos fortes da nossa oferta turística. A grande capacidade de alojamento, apoiada por uma rede de qualidade de apoio à saúde, a boa gastronomia e os excelentes campos de golfe constituem outros atrativos para quem procura destinos de excelência.

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Nos últimos três anos, Portugal atravessou um período muito exigente. A resposta foi coletiva e dada com enorme sentido de responsabilidade. Portugal realizou um grande esforço no sentido do equilíbrio das contas públicas e da concretização de reformas estruturais, visando o aumento da competitividade. Foi neste contexto que Portugal concluiu, com sucesso, o programa de ajustamento económico e financeiro acordado com instituições internacionais.

Nesta minha primeira visita oficial à Coreia, procuro dar maior visibilidade à realidade económica de Portugal e ao seu potencial. É tempo de as instituições, associações e empresas dos nossos países se conhecerem melhor, estreitarem laços, trabalharem em conjunto, com a expectativa de colherem, num futuro próximo, os frutos de um relacionamento mais estreito e profícuo.

Espero que a minha presença no vosso país e este seminário constituam estímulos redobrados para que se intensifiquem as relações de investimento e comerciais com empresas portuguesas.

Muito obrigado.

© Presidência da República Portuguesa - ARQUIVO - Aníbal Cavaco Silva - 2006-2016

Acedeu ao arquivo da Página Oficial da Presidência da República entre 9 de março de 2006 e 9 de março de 2016.

Os conteúdos aqui disponíveis foram colocados na página durante aquele período de 10 anos, correspondente aos dois mandatos do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.