Bem-vindo à Página da Visita de Estado a Moçambique

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
 

VÍDEO EM DESTAQUE

Mensagem do Presidente da República no início da Visita a Moçambique
Maputo, Moçambique
24.03.2008

AS SUAS MENSAGENS

A visita do Sr. Presidente a Moçambique surge num momento particularmente importante das relações entre os dois países e da conjugação geo-política que faz deste país africano interlocutor privilegiado na sua região. Dei formação em Moçambique, e da terra e das gentes ficam sensações quentes, amigas, fortes. As mesmas...

Rui Almeida, Portugal

É com alegria que acompanho esta viagem. Enquanto militar, tive a felicidade de conhecer esse fantástico País, esse Povo Irmão, que desde então conservo presente na memória. A identidade comum entre os 2 Países sairá reforçada com esta visita, que outros tal como V. Exa.,e eu próprio,que desde sempre conservamos a...

Rui Castro, Portugal

GALERIA DE IMAGENS

Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (1)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (2)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (3)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (4)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (5)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (6)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (7)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (8)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (9)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (10)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (11)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (12)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (13)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (14)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (15)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (16)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (17)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (18)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (19)
Presidente da República visitou a Ilha de Moçambique (20)

Portugal e as suas Comunidades

Portugal tem hoje uma grande parte dos seus nacionais ou descendentes espalhada pelas 7 partidas do Mundo. Sendo difícil obter totais precisos, o número mais citado aponta para cerca de 5 milhões de portugueses ou luso-descendentes que vivem fora das nossas fronteiras geográficas.

Portugal não pode deixar de aproveitar todo este potencial, dando uma merecida visibilidade a estas Comunidades Portuguesas, mobilizando-as para colaborarem no esforço de modernização e desenvolvimento do país e salientando o papel dos Portugueses que residem no estrangeiro, enquanto verdadeiros embaixadores de Portugal e primeiro garante da defesa e afirmação da cultura lusa além-fronteiras.

Uma política de afirmação de Portugal no Mundo, em ligação com as suas Comunidades, tem de passar pela aposta na divulgação da nossa língua e dos nossos valores históricos, pelo reforço da participação cívica e política dos portugueses da Diáspora, pelo acompanhamento da sua integração social, pela valorização dos casos de sucesso nos mais variados domínios e pela melhoria dos instrumentos de ligação política e administrativa com as nossas Comunidades.


Luso-descendestes – significado e potencialidades

Os cidadãos de origem portuguesa nascidos noutros países, habitualmente denominados luso-descendentes, constituem um dos núcleos mais dinâmicos das Comunidades Portuguesas no estrangeiro.

São hoje imensas as personalidades de origem portuguesa que ocupam funções relevantes nos domínios político, cultural, académico, empresarial e social, dando uma dimensão completamente diferente às nossas Comunidades e contribuindo decisivamente para a sua plena integração nas várias sociedades de acolhimento.

Por outro lado, é evidente que a própria política externa portuguesa não pode deixar de aproveitar todo o potencial que os luso-descendentes encerram, constituindo-se, fácil e frequentemente, como um importante ponto de apoio às mais diversas acções de promoção externa do nosso País.

Os luso-descendentes têm, assim, de ser encarados por Portugal como parte integrante de si mesmo e como um parceiro activo e disponível, o qual permitirá reforçar claramente o nosso papel na cena política internacional.

 

Imprimir

© 2008 Presidência da República Portuguesa