Bem-vindo à página oficial da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Treino de Busca e Salvamento, conduzido em conjunto pela Marinha e pela Força Aérea
Treino de Busca e Salvamento, conduzido em conjunto pela Marinha e pela Força Aérea
Oeiras, 27 de julho de 2011 ler mais: Treino de Busca e Salvamento, conduzido em conjunto pela Marinha e pela Força Aérea

ÚLTIMAS VISITAS

Todas as visitas

Síntese Histórica da Escola de Sargentos do Exército

Clique aqui para diminuir o tamanho do texto| Clique aqui para aumentar o tamanho do texto

A raiz genealógica da Escola de Sargentos do Exército data de 1641 com a criação do mais antigo corpo militar em Portugal e que foi designado por “TERÇO DE ELVAS”.

Em 1707, D. João V, pelo Alvará de 15 de Novembro, transforma o TERÇO DE ELVAS em Regimento, passando a designar-se por Regimento de Infantaria de Elvas. Em 1806, o 1º Regimento de Infantaria de Elvas passou a designar-se Regimento de Infantaria N.º5.

Ao longo da sua história, mercê de sucessivas reorganizações do Exército, esteve localizado em Elvas, Ilha Terceira, Lisboa, Porto e Caldas da Rainha, e participou com destaque em diversas batalhas das guerras que desde então assolaram ou envolveram Portugal, de que se destaca Albuera (16 de Maio de 1811), Moçambique (1917), França (I Guerra Mundial – La Lys ou de Armentiéres), Índia (1959, 1961) Angola e Guiné (1961).

Com o deflagrar da guerra colonial o então Regimento de Infantaria nº5 teve como missão principal a preparação de instruendos que frequentavam o 1º Ciclo do Curso de Sargentos Milicianos, tendo sido formados cerca de 62.400 sargentos milicianos, o que materializou a génese da vocação da unidade para o desígnio da instrução.

Em 1974 o Regimento de Infantaria nº5 foi o principal protagonista, mas sem êxito, do “movimento de 16 de Março de 1974”. Esta acção veio a ter como fruto a atribuição da Ordem da Liberdade.

Em 30 de Março de 1975 foi extinto o Regimento de Infantaria nº5 e em 01 de Abril desse ano foi criado o Centro de Instrução do Quadro de Complemento.

Em 31 de Dezembro de 1975, é extinto o Centro de Instrução do Quadro de Complemento, sendo criado em 01 de Janeiro de 1976 o Regimento de Infantaria de Caldas da Rainha que ficou fiel depositário das tradições das unidades que o antecederam.

Em 31 de Maio de 1981 o Regimento de Infantaria de Caldas da Rainha foi extinto. No seu quartel, foi criada a Escola de Sargentos do Exército, a 1 de Junho de 1981. Esse despacho determinou que a 1ª Parte dos Cursos de Formação de Sargentos e dos Cursos de Promoção a Sargento-Ajudante, passasse a decorrer nesta Escola a partir de Outubro de 1981.

Em 1993, a Escola de Sargentos do Exército é reorganizada e passa a ter o estatuto de Estabelecimento Militar de Ensino Profissional com a missão de assegurar, através dos cursos nela ministrados, a preparação cultural, técnica e profissional-militar necessária ao ingresso e progressão na carreira de sargentos dos quadros permanentes. Em concreto, tal levou a que os sargentos que terminam o Curso de Formação de Sargentos estejam qualificados com o grau III de habilitações literárias (equivalente ao 12º ano).

A partir de 1993 e até à presente data o Estágio de Promoção a Sargento-Ajudante passou a ser ministrado nas Escolas Práticas das Armas e Serviços, ficando a Escola de Sargentos do Exército com a missão de continuar a ministrar o Curso de Formação de Sargentos e o Curso de Promoção a Sargento-Chefe.

 

© 2007-2016 Presidência da República Portuguesa

Acedeu ao sítio de arquivo da Página Oficial da Presidência da República entre 9 de março de 2006 e 9 de março de 2016.

Os conteúdos aqui disponíveis foram colocados na página durante aquele período de 10 anos, correspondente aos dois mandatos do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.