Bem-vindo à Página da Visita ao Brasil

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)

 

VÍDEO EM DESTAQUE

Presidente da República faz balanço da Visita ao Brasil

Rio de Janeiro
09.03.2008

AS SUAS MENSAGENS

Desejo que visita do Senhor Presidente seja decisiva para consolidar uma forte integração entre as duas nações. Portugal e Brasil terão muito a ganhar se passarem a colaborar intensivamente, nas mais diversas áreas, seja na defesa da Língua Portuguesa, preservação do património histórico, energias renováveis ou na...

Douglas Cavallari Santana, Brasil

A visita do Senhor Presidente ao Brasil é marcante para a comunidade portuguesa. Registamos com muito orgulho, pelo significado que tem, o encontro dos dois presidentes no Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro, uma instituição fundada por portugueses em 1837.

Laurentino Savi, Brasil

GALERIA DE IMAGENS

Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (1)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (2)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (3)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (4)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (5)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (6)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (7)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (8)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (9)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (10)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (11)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (12)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (13)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (14)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (15)
Presidente na inauguração da exposição “Lisboa no Rio de Janeiro” (16)
Cavaco Silva oferece almoço em honra das Comunidades Portuguesas (1)
Cavaco Silva oferece almoço em honra das Comunidades Portuguesas (2)
Cavaco Silva oferece almoço em honra das Comunidades Portuguesas (3)
Cavaco Silva oferece almoço em honra das Comunidades Portuguesas (4)

UM NOVO MUNDO, UM NOVO IMPÉRIO
A Corte Portuguesa no Brasil – 1808-1822

Exposição - Um Novo Mundo, Um Novo Imperio - A Corte Portuguesa no Brasil – 1808-1822Um Novo Mundo, Um Novo Império – A Corte Portuguesa no Brasil – 1808-1822 é o título da exposição que vai abrir as comemorações dos 200 anos da deslocação da Corte Portuguesa para o Brasil.

A mostra é inaugurada no Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro pelos Presidentes da República portuguesa e brasileira, a 7 Março, dia em que a esquadra da família Real chegou à Baía da Guanabara.

A exposição, com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, aborda os aspectos políticos e sócio-culturais desse acontecimento, apresentando ao público 320 peças brasileiras e portuguesas, pertencentes a instituições públicas e privadas e a coleccionadores particulares.

Nos mais de 1.200 metros quadrados de galerias, será exposto um conjunto de documentos, acompanhado de objectos, muitos dos quais desconhecidos do grande público, como por exemplo, a listagem das pessoas que seguiam em cada navio da armada real.

Complementando a exposição, será editado um catálogo em que participam os historiadores Afonso Marques dos Santos (in memoriam), Arno Wehling, Eduardo Lourenço, Jorge Couto e Vera Lúcia Bottrel Tostes.

A chegada da Corte Portuguesa ao Brasil representou não apenas o início da formação de uma nova nação, mas também a construção de um Império na América, na qual o Rio de Janeiro ocupou o lugar central, como capital do império Luso-Brasileiro.

Celebrar os 200 anos dessa efeméride significa reler o episódio histórico com um novo olhar sobre os seus personagens e, em especial, D. João VI, o primeiro monarca europeu a cruzar a linha do Equador, a pisar terra tropical e a ser aclamado Rei na Colónia. A ele se deve a formação de um Estado independente e com a dimensão territorial que tem hoje.

 

Imprimir

© 2008 Presidência da República Portuguesa