Bem-vindo à página ARQUIVO 2006-2016 da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Audiência com o Presidente Eleito Marcelo Rebelo de Sousa
Audiência com o Presidente Eleito Marcelo Rebelo de Sousa
Palácio de Belém, 28 de janeiro de 2016 ler mais: Audiência com o Presidente Eleito Marcelo Rebelo de Sousa

INTERVENÇÕES

Clique aqui para diminuir o tamanho do texto| Clique aqui para aumentar o tamanho do texto
Brinde do Presidente da República por ocasião do almoço em sua honra e da Dra. Maria Cavaco Silva, oferecido pela Governadora-Geral da Austrália
Camberra, Austrália, 25 de maio de 2012

Quero agradecer, muito sensibilizado, as palavras de Vossa Excelência, Senhora Governadora-Geral, bem como expressar o enorme gosto que temos, minha Mulher, a Comitiva que me acompanha e eu próprio, em estar na Austrália, nesta terra que é um notável exemplo de dinamismo e de modernidade.

Apesar da distância geográfica entre Portugal e a Austrália, são longínquos os laços que unem os nossos dois países, havendo relatos da presença de portugueses na Austrália, desde o século XVI.

Nos anos 70 do século XX, muitos portugueses rumaram à Austrália, à procura de um futuro melhor e para participar na construção desta nação.

Hoje, a Comunidade Portuguesa na Austrália, que amanhã encontrarei em Sydney, constituída por cerca de 50 mil pessoas, é uma comunidade dinâmica e bem integrada e que pode ser instrumental no reforço das nossas relações bilaterais.

Senhora Governadora-Geral,

Partilhamos valores comuns e interesses comuns.

No quadro regional, partilhamos a mesma visão sobre Timor, reconhecendo a jovem nação como um caso de sucesso. Os nossos dois países são os maiores doadores em Timor e a complementaridade dos nossos projetos de cooperação só pode trazer melhores resultados em benefício dos timorenses.

Também no quadro da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) existem oportunidades de cooperação que devem ser aproveitadas. Saúdo a nomeação de um Enviado Especial australiano à CPLP, sinal claro da importância que a Austrália atribui a esta comunidade dos países lusófonos.

Aliás, no domínio da língua, gostaria de aqui deixar uma palavra de reconhecimento às autoridades australianas pelo apoio que é oferecido às instituições de ensino privadas onde o português é ensinado.

Terceiro idioma europeu no mundo, a língua portuguesa é falada por mais de 250 milhões de pessoas, espalhadas pelos cinco Continentes.

Senhora Governadora-Geral,

As nossas relações económicas e comerciais bilaterais são modestas e muito há ainda a fazer. Não obstante, encontramos exemplos de empresas portuguesas que são bem sucedidas na Austrália. Devemos estar atentos a novas oportunidades, em particular de parceria, em regiões e mercados onde empresas australianas e portuguesas estejam presentes.

A União Europeia, espaço político ao qual Portugal pertence, para além de ser um dos principais aliados políticos da Austrália, é também o seu maior parceiro comercial e a principal origem do investimento direto estrangeiro.

Senhora Governadora-Geral,

Posso assegurar-lhe que Portugal tudo fará para estreitar os laços de cooperação e de amizade que unem os nossos dois Países.

E é em nome da ambição para o futuro do relacionamento entre Portugal e a Austrália que peço que se juntem a mim num brinde à saúde de Sua Majestade a Rainha Isabel II, da Senhora Governadora-Geral, ao Povo da Austrália e à prosperidade das relações entre Portugal e a Austrália.

Muito obrigado.

© Presidência da República Portuguesa - ARQUIVO - Aníbal Cavaco Silva - 2006-2016

Acedeu ao arquivo da Página Oficial da Presidência da República entre 9 de março de 2006 e 9 de março de 2016.

Os conteúdos aqui disponíveis foram colocados na página durante aquele período de 10 anos, correspondente aos dois mandatos do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.