Bem-vindo à página ARQUIVO 2006-2016 da Presidência da República Portuguesa

Nota à navegação com tecnologias de apoio

Nesta página encontra 2 elementos auxiliares de navegação: motor de busca (tecla de atalho 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Cerimónia de despedida das Forças Armadas
Cerimónia de despedida das Forças Armadas
Lisboa, 17 de fevereiro de 2016 ler mais: Cerimónia de despedida das Forças Armadas

INTERVENÇÕES

Clique aqui para diminuir o tamanho do texto| Clique aqui para aumentar o tamanho do texto
Discurso do Presidente da República no Banquete de Estado em Timor-Leste
Palácio Presidencial, Díli, Timor-Leste, 20 de maio de 2012

Quero começar por agradecer o convite de Vossa Excelência, bem como as amáveis palavras que acabou de me dirigir.

É com uma viva satisfação que eu e minha Mulher efetuamos esta Visita de Estado a Timor-Leste, este jovem país a que nos ligam tantos e tão profundos laços humanos, culturais e históricos e que nos recebeu com uma calorosa hospitalidade que muito nos emocionou.

Não posso deixar de referir que esta Visita assume um significado muito especial, por acontecer precisamente na altura em que se comemoram os 10 anos da Independência de Timor-Leste. É uma honra e uma enorme alegria podermos participar, tão de perto, dessa celebração nacional.

A causa timorense foi sentida pelos Portugueses como sua, numa mobilização histórica que, também ela, ajudou a destruir o "cerco" do "muro de silêncio" de que falava Sophia de Mello Breyner.

Permita-me que sublinhe, neste contexto, o exemplo de Vossa Excelência, tão intimamente associado à luta e à elevação do Povo timorense.

Em momentos cruciais, assumiu-se como um verdadeiro líder, com uma apurada visão e um claro sentido dos superiores interesses da Nação, tendo dado um contributo fundamental para o caminho em direção à independência e à consolidação do Estado de Direito democrático em Timor-Leste.

É, por isso, com redobrada satisfação que realizo esta minha Visita, que constitui a primeira que Vossa Excelência recebe de um Chefe de Estado desde que assumiu a mais elevada magistratura da República Democrática de Timor-Leste.

A última eleição presidencial timorense constituiu, aliás, um importante exemplo de democracia e reconciliação. Quero congratular o Povo timorense por mais essa prova de maturidade cívica e de apego aos valores da liberdade e do Estado de Direito democrático.

Senhor Presidente,

Quero felicitá-lo pela sua eleição, que constitui mais um inequívoco sinal de esperança. O objetivo, a que imediatamente se propôs, de transformar o país num estado moderno, próspero e estável, não poderia ir mais ao encontro daquilo que Portugal, tal como os outros membros da CPLP, desejam para este país irmão.

A estabilidade de Timor-Leste e todos os sucessos alcançados nestes 10 anos levam-nos a encarar os desafios de futuro de forma ambiciosa, incluindo na perspetiva do fortalecimento da nossa Comunidade.

Neste contexto, Portugal apoia a intenção de Timor-Leste de assumir a Presidência da CPLP em 2014, num desenvolvimento que acredito poderá projetar a CPLP na Ásia, prosseguindo o esforço de internacionalização da língua portuguesa.

Poderá Vossa Excelência contar com o meu empenho pessoal no aprofundamento da nossa cooperação, tanto ao nível bilateral, como no âmbito da CPLP, da União Europeia e das Nações Unidas.

Portugal orgulha-se da ligação próxima que tem mantido com Timor-Leste, antes e depois da Independência. A cooperação que temos desenvolvido, múltipla e abrangente, revela a excelência da nossa relação bilateral. Orgulhamo-nos, também, pelo facto de esta cooperação encontrar uma particular expressão na capacitação do Estado timorense e na afirmação da língua portuguesa, símbolo da luta e da identidade timorense, mas também um poderoso instrumento de afirmação internacional.

O desenvolvimento económico e a formação dos recursos humanos são áreas a que Portugal e Timor-Leste atribuem, igualmente, natureza prioritária. Temos o prazer de ter aqui hoje, com a delegação que me acompanha, a representação de algumas das empresas portuguesas pioneiras no investimento estrangeiro em Timor. É necessário que outras sigam o seu exemplo. Espero que esta minha visita, Senhor Presidente, potencie o reforço do nosso relacionamento económico e empresarial.

Senhor Presidente,

Quero assegurar que Vossa Excelência e o Povo timorense encontrarão sempre em Portugal um amigo e um aliado empenhado em contribuir para o progresso de Timor-Leste. A estima que tanto nos une, a partilha e cooperação ao longo dos anos e as perspetivas que reconhecidamente se abrem ao continuado progresso de Timor-Leste permitem-me ter uma grande confiança no futuro do relacionamento dos nossos dois países.

É em nome desse futuro que peço a todos que, neste Dia Nacional da República Democrática de Timor-Leste, se juntem a mim nos votos que formulo pela saúde do Presidente Taur Matan Ruak e de sua Mulher, pela crescente prosperidade do povo timorense e pelo continuado fortalecimento das relações de fraterna amizade entre Portugal e Timor-Leste.

© Presidência da República Portuguesa - ARQUIVO - Aníbal Cavaco Silva - 2006-2016

Acedeu ao arquivo da Página Oficial da Presidência da República entre 9 de março de 2006 e 9 de março de 2016.

Os conteúdos aqui disponíveis foram colocados na página durante aquele período de 10 anos, correspondente aos dois mandatos do Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.